Planejamento Estratégico: o Norte para o seu crescimento

Por Jonathan N. Boilesen - 04/08/2017 16:20:55

Ao contrário do que muitos pensam, esse Planejamento Estratégico não deve acontecer somente no final do ano ou em janeiro. A atividade deve ser repetida pelo menos de três em três meses e pode ser feita por qualquer empresa, independente do tamanho ou segmento. Ela ajuda o empreendedor a ter um olhar mais habilidoso sobre o futuro do negócio e a desenvolver o Plano de Ação, um Norte, com todas as tarefas e metas que farão a empresa crescer de forma mais estruturada e pelo caminho certo.

Desenhar um bom Planejamento Estratégico requer alguns passos, que podem ser descomplicados com o apoio de uma consultoria especializada.

Na hora de realizá-lo, não esqueça de sempre levar em consideração os valores e a missão do negócio. Eles devem pautar toda estratégia que será usada pela empresa!

Check-list do Planejamento (Fonte: Endeavor)

A primeira etapa é reunir as pessoas que vão fazer o Planejamento acontecer. Por mais que o engajamento de todos os colaboradores seja importante, nessa primeira fase, você deve chamar apenas aquelas pessoas que têm poder de decisão, como os diretores de áreas e gestores.

Depois de selecionar quem deverá participar do processo, é hora de sair um pouco do ambiente de trabalho. Durante a elaboração do planejamento, você e seu time vão precisar ter tempo para refletir sobre o futuro do negócio de forma mais profunda e isso só vai acontecer quando não há tarefas do dia a dia em paralelo.

Quando vocês se reunirem, o primeiro passo é fazer a “lista do Papai Noel”, ou seja, a lista dos desejos para o futuro da empresa. Pode ser desde “ter uma cultura mais colaborativa” até “aumentar nosso faturamento em X%”, o importante é todo mundo fazer essa lista individual e depois compartilhar com o grupo.

Uma dica é sempre ter a figura de um mediador que vai organizar os momentos e garantir que todos os pontos de vistas sejam ouvidos. Depois dessa apresentação, você deve agrupar as ideias por “sonhos semelhantes” como tecnologias, pessoas etc. Por mais que a ação seja bem parecida com um brainstorm, você precisa ter uma boa descrição do que quer em cada objetivo.

Depois de ter tudo isso bem definido, é hora do segundo passo: entender o que impede sua empresa de atingir esses resultados. Seguindo pelo exemplo de ter uma empresa mais colaborativa, você deve pensar em quais barreiras estão impedindo que isso aconteça.

Aqui vale um alerta. Um erro muito comum na hora de levantar essas barreiras é cair no discurso de que “falta dinheiro” ou “faltam recursos”. O problema é que, quando você usa a palavra “falta”, seu cérebro vai automaticamente entender que não pode fazer nada sobre esse assunto, quando, na verdade, você pode mudar o cenário.

Depois de listar todos obstáculos comuns, você precisa desenhar uma ação para cada um deles. Aqui vale uma outra dica muito valiosa: cada ação tem que ter um responsável e um prazo. Não adianta falar “o time de vendas será o responsável”, assim a ação vai perder sua força, o ideal é ter algo como “A Maria é responsável por fazer X, no prazo Y, com recursos N”.

Isso vai garantir que sempre haverá uma pessoa olhando para cada ação e garantindo que ela saia do papel. Se pararmos para pensar, essas 3 etapas de planejamento são simples, o que falta é a disciplina de parar e realmente pensar no futuro da empresa com um olhar mais estratégico.

Curtiu? Então, comente, compartilhe e aguarde nosso próximo post.

Todas as quartas-feiras tem um conteúdo novo e exclusivo para você.

E não se esqueça: busque uma consultoria com experiência em gestão e administração para dar suporte ao crescimento da sua empresa.

Veja também

Entrevista com Fernando Saddi ─ Fundador e CEO da Easy Carros - GMIC São Paulo

Na última edição do G-Startup, a brasileira Easy Carros ficou em primeiro lugar na competição no Brasil e em segundo lugar na grande final no Vale do Silício.

Leia Mais

Planejamento financeiro na prática

Já fez seu planejamento financeiro de 2017? Clique aqui e descubra como ele pode revolucionar seus resultados!

Leia Mais

11 mandamentos para recuperar seu negócio

2016 foi um ano complicado, não é mesmo? Então confira a lista que fizemos dos mandamentos para você recuperar seu negócio e prosperar em 2017!

Leia Mais

As 7 disciplinas para se tornar um Vendedor Profissional

Vendas são o oxigênio de todo e qualquer negócio. Sem vendas, não há trabalho, não há emprego, e não há negócio. Você sabe quais são as 7 disciplinas fundamentais do Vendedor Profissional? Clique aqui e descubra!

Leia Mais